skip to Main Content
Amazonas - Brasil

PESCA ESPORTIVA

slider-1

Conheça este Paraíso da Pesca Esportiva

A pescaria é realizada nos rios Roosevelt e Madeirinha além de outros menores como Cujubim, Machadinho dentre outros. Toda a área é totalmente virgem e preservada com aproximadamente 30 espécies de peixes, criando uma experiência única para os amantes da pesca. Dentre as várias espécies de peixes encontrados em nossa região, podemos destacar a Jatuarana, Piraíba, Pirarara, Pirapitinga, Jundiá, Jaú, Pacu, Tucunaré, Cachorra, Corvina, Cachara, Bicuda, Caparari e vários outros. Além disso, de acordo com as condições climáticas, havendo possibilidade, poderão ser realizadas pernoites com conforto e segurança em nossos postos avançados.

Em nossas temporadas de pesca, atendemos no máximo 14 pescadores a fim de que não haja pressão para que seja realizado a pesca. Os grupos são divididos em dois, sendo uma metade iniciando a pescaria no lado de cima da cachoeira e a outra metade do lado de baixo, havendo troca de lados na metade dos dias, pois a cachoeira de Santa Rita não ser navegada.

Tucunaré, Matrinchã, Cachorra, Bicuda e Jatuarana:
– Vara, carretilha ou molinete com ação média/pesada de até 25 Lbs;

– Carretilha ou molinete com capacidade aproximada de 100m de linha e 17 Lbs.

Pintado, Cachara e Jundiá:
Jaú, Pirarara e Piraíba:
A pousada disponibiliza chumbadas de todos os tamanhos aos pescadores com preços de mercado a fim de que sua bagagem não tenha peso em excesso.

Oferecemos iscas brancas gratuitamente aos grupos. Quanto as demais como Tuviras, minhocas etc., disponibilizamos sob encomenda.

A pescaria será de uma dupla por barco ou um pescador caso seja acertado anteriormente. Todo pescador deverá levar a licença de pesca com validade vigente. Normalmente o horário da pesca é de 06:00 até às 18:00, porém este horário poderá ser flexível desde que o guia seja previamente informado, e autorizado pelo mesmo.

Em razão da cachoeira, a pescaria é feita acima ou abaixo dela. Na parte de baixo da cachoeira existem diversos locais onde se pesca o Tucunaré, em pequenas baías e locais mais abrigados, onde a água é mais lenta. No próprio leito do rio é possível capturar alguns exemplares próximos a estruturas como galhadas, troncos submersos ou pedras, que aparecem sempre aos montes.

Logo em seguida a saída da Cachoeira do Inferninho fica uma área excelente para a pesca de Matrinxãs. Os cardumes são facilmente visualizados, mas a pesca exige muita precisão dos arremessos pelo pescador. Em muitos pontos dessa descida o pescador terá uma única chance de fazer apenas um arremesso em determinado ponto escolhido. Pacú Vermelho, Pacú Ferrado e Pacú Branco são comuns em toda a área da pousada e nos rios afluentes, cuja isca preferia são fruta tropicais da região.

O Rio Roosevelt neste trecho alterna longas áreas de águas calmas e profundas, para em seguida apresentar trechos de águas rápidas e rasas. A pesca do tucunaré, bicuda e cachorra é freqüente por toda a extensão do Rio. Na parte superior da Cachoeira do Inferno, a pesca pode ser feita em dois rios distintos, no próprio Rio Roosevelt ou no Rio Madeirinha, tributário do primeiro.

DICAS PARA PESCARIA

  • Vara, carretilha ou molinete com ação média/pesada de até 25 Lbs;
  • Carretilha ou molinete com capacidade aproximada de 100m de linha e 17 Lbs.
  • Vara de ação pesada, carretilha ou molinete de até 70Lbs;
  • Anzol 7/0 ou 10/0 encastoado com aço flexível de 80Lb.
  • Vara barra extra/pesada 7″ de até 80Lbs;
  • Carretilha ou molinete, com capacidade de no mínimo 100m de linha 0,80;
  • Anzol 10/0 a 12/0 encastoado com 50cm de aço 150 a 210Lbs;
  • Chumbada pesada.

PEIXES

Jatuarana/Matrinxã

Encontram-se entre os peixes de escamas mais esportivos da Amazônia. Por ser um peixe que realiza a desova total, ou piracema, a jatuarana faz longas migrações rio acima para se reproduzir.

Piraiba

O Piraíba é o maior peixe de couro da Bacia Amazônica, podendo alcançar 3 m de comprimento e 150 Kg de peso. Possui corpo roliço, cabeça deprimida, com os olhos pequenos e situados no seu topo.

Pirarára

É um peixe que pode ser encontrado na bacia do rio Araguaia, Tocatins e Amazonas. É um peixe de couro, que pode chegar aos 60 kg e 1,5m de comprimento.

Tucunaré

É uma espécie de peixe presente nos rios da América do Sul, em especial do Brasil, também conhecida como tucunaré-açu, tucunaré-paca, tucunaré-pinima, tucunaré-pitanga, tucunaré-vermelho ou tucunaré-pretinho.

Pirapitinga

O Pirapitinga é um peixe de escamas. Possui corpo romboidal, alto e comprimido. Pode alcançar até 80 cm de comprimento e 20 Kg de peso.

Cachara

O Chacara é um peixe de couro. Possui o corpo alongado e roliço. Tem cabeça grande e achatada. Sua coloração é cinza escura, no dorso, clareando em direção ao ventre, sendo branca abaixo da linha lateral. Espécie de grande porte, pode alcançar 1,2m de comprimento e atingir 20kg.

Back To Top